Quando o blog era o foco...

Esses dias a Bia Kunze publicou lá no Instagram um momento de revolta. Tornou pública sua indignação a respeito do sistema que transforma as Páginas em verdadeiros centros de geração de receita para o Facebook. Por principio não tenho nada contra a monetização, afinal a rede social é um negócio privado. Mas partilho da insatisfação da Bia.

Cheguei a investir tempo e até um pouco de dinheiro em uma Página minha de autor. Queria ter um espaço para divulgar informações a respeito dos meus livros e pagar por anúncios. O desencanto foi tamanho que desisti. Até apaguei a página para evitar recaídas e maiores prejuízos financeiros.

Há alternativas?

Não sei… Recentemente gravamos um iTech Hoje a respeito do Google Plus. Tenho até gostado  da rede, mas um dia o Facebook também foi um espaço agradável. Portanto, não tenho tantas esperanças. O mesmo pode ser dito a respeito do Twitter. Gosto muito da rede social, mas assim como nos demais casos, é preciso sempre lembrar que nós somos o produto!



Desde seu surgimento a web tem evoluído numa velocidade impressionante e muitas vezes deixamos de dar atenção a serviços "antigos" só porque alguns novos apareceram. Gosto de blogs e hoje penso até em uma teoria da conspiração do Google que pode ter matado o serviço Reader só pra dificultar nossa vida com feeds e levar todos a utilizarem o Google Plus. Será?

Brincadeiras à parte, penso que o caminho pode ser ler e escrever nesse formato "antiquado" e esquecido em virtude da modernidade social e suas frases inúteis e gifs com citações duvidosas que nada agregam.

Enfim, desejo uma boa semana com melhores leituras para todos nós!