Lembre-se, não precisamos de aplicativos para tudo!

Entrei, pedi uma mesa para dois, a pessoa na recepção olhou para baixo, identificou os espaços disponíveis, me questionou sobre algumas preferências e fomos encaminhados para sentar.

Esses passos demoraram literalmente apenas alguns segundos e toda tecnologia utilizada foi um pedaço de papel, caneta e um monte de Post-Its rasgados (vide foto).

Imagino que algumas pessoas mais empolgadas já devem ter olhado para aquela folha A4 pensando numa tela de iPad com a planta baixa do restaurante e um elaborado sistema de reservas e alocação de mesas.

Confesso que quando os palmtops começaram a se popularizar, ideias como essa eram costumeiramente oferecidas para os restaurantes. Aparentemente nossa mente apaixonada daquele época acreditava que tudo que existia no mundo precisava ser portado para um dispositivo que cabia na palma da mão.

Não me entenda mal, sei que a tecnologia moderna aumenta muito a produtividade e traz outros benefícios consigo, mas não podemos cair na armadilha de acreditar que ela, por si só, resolverá tudo. O que importa é a utilidade, a solução de um problema. E, além disso, é preciso lembrar que caneta, papel e Post-It são sim tecnologias.

Enfim, enquanto almoçava, fiquei pensando na simplicidade e funcionalidade do sistema e, ao mesmo tempo, pensando se realmente não seria interessante digitalizar aquilo para coletar dados estatísticos e melhor o atendimento, aumentar a produtividade etc.

Não tenho experiência nenhuma com administração de restaurantes, mas tudo que consegui imaginar podia ser extraído de algo que está em uso em praticamente qualquer estabelecimento. O sistema de pagamento da conta.

Com ele podemos saber qual a média de gasto por mesa em um dado período; quanto tempo as pessoas ficam no restaurante; que pratos são mais consumidos em determinados dias da semana, épocas do ano etc.

Resumindo, não consegui imaginar nada que um iPad na recepção pudesse acrescentar em termos de utilidade ou ganho. Economia de papel? Improvável que se justifique em termos de custo x benefício. No final, só consegui encontrar a seguinte função: trazer beleza e sofisticação.

É claro que preciso considerar que este restaurante é pequeno e por isso as coisas funcionam bem dessa forma, mas esse, na verdade, é meu ponto desde o início. Adote um App ou a tecnologia mais avançada quando for realmente necessário.

A verdade é que devemos ter sempre a humildade de reconhecer que um conjunto de ferramentas cotidianas e tão comuns e baratas podem também criar algo poderoso e eficiente sem a necessidade de uma interface multi-touch ou mesmo energia elétrica.