Gestão de Clientes. Um mini-CRM usando o Evernote.

Existe um grupo de usuários Evernote que é bastante entusiasmado com templates. Não é o meu caso porque trabalho muito em dispositivos móveis onde normalmente as informações acabam ficando muito difíceis de enxergar.

Por outro lado, ter uma nota modelo é uma boa dica porque basta duplicá-la e começar a preencher os campos.

Para resolver esse impasse, tento criar templates o mais simples possíveis (exemplo no vídeo abaixo). No caso dos meus clientes, há espaço para uma pequena descrição da empresa ou aluno no topo da nota e no caso de empresas normalmente incluo a logo porque isso facilita o processo de encontrar a nota certa.

Depois existe uma parte com informações dos interlocutores (nome, telefone, email etc.) e finalmente o “Conteúdo Externo”, que em realidade é um link para a pasta da empresa no Google Drive.

Lá estão contratos e outros documentos que no passado eu costumava guardar no próprio Evernote.

As três partes finais são as que utilizo com mais frequência no dia-a-dia. A primeira é uma lista de tarefas que preciso executar em praticamente todos os clientes. O segundo grupo uso para grandes tarefas que aparecem durante as reuniões. E o terceiro e último é um histórico de qualquer relação que tenho com o cliente. Assista o vídeo abaixo para entender o processo em detalhes e deixe seus comentários no YouTube.