A Apple invadirá seu Android!

Não houve como evitar. Assim que escutei que o novo Apple Music, anunciando ontem, estaria também disponível para Android, lembrei imediatamente dos tempos dos comerciais "I'm a Mac, I'm a PC", sobre a rivalidade Mac x PC. Naquela época, juntamente com uma série de outras medidas, ajudaram a promover uma enorme migração para a plataforma da Apple.

Na prática, o que aconteceu ontem não poderia ter sido diferente. O novo serviço de música, conhecido como Apple Music, substituirá o adquirido Beats, que, por sua vez, já estava disponível para outras plataformas como Windows e Android. Mas, não deixa de ser uma ironia do destino. Antes de falecer, Jobs repetia com frequência que o Android era uma cópia, um roubo! Usou até mesmo a expressão "guerra nuclear contra a Google". No episódio 157 do VCP compartilho minha opinião a respeito dessa guerra.

O fato é que, ao longo dos anos, a Google me parece nunca ter mudando sua indiferença frente a ira de Cupertino e segue sua jornada inundando o iPhone com seus aplicativos. Recentemente Cook aumentou o tom e ontem o tema privacidade foi também inúmeras vezes mencionado pelos executivos da Apple. Apesar disso, o que enxergo são duas empresas se parecendo cada vez mais com a relação EUA-China. Níveis de implicância e provocação constantes e crescentes, porém, cada vez mais integração comercial.

Os aplicativos Google hoje imitam e conseguem facilmente substituir inúmeras frentes no iOS e, apesar de ontem ter sido anunciada uma Siri mais inteligente, que agora leva em conta o contexto, não consigo ver a Apple deixando de lado o sistema de buscas na Web da concorrente em favor do Bing ou Yahoo. Você acha possível?

Além de tudo que mencionei no VCP 157 sobre padronizações e crescente simplicidade para migrar de uma plataforma para outra, considere também isso. A Apple já mantinha uma página com instruções de como migrar de alguns aparelhos Android para o iPhone, mas um novo detalhe, não mencionado na apresentação de ontem, indica que a mesma tática do "I'm a Mac, I'm a PC" pode estar em curso. Não encontrei na Google Play, mas diversos sites especializados têm dito que a Apple lançará um aplicativo chamado Move to iOS para auxiliar pessoas interessadas em deixar o Android.

Tenho certeza que a campanha "I'm a Mac, I'm a PC" nunca teve como objetivo retomar por inteiro o mercado que a Microsoft conquistou, mas dessa vez a guerra pode ter que ser mais agressiva —vide batalha judicial contra Samsung— afinal, a presença no mundo pós-PC é estrategicamente muito mais importante que o espaço perdido para o Windows na década de 90. Cook precisa continuar o trabalho de mirar o futuro, mas com os olhos bem ligados aos erros cometidos na era Apple II.