Foco na Fonte

A tela retina foi definitivamente a principal responsável pela migração temporária das minhas leituras, que passaram a acontecer no aplicativo Kindle para iOS. Por algum tempo abandonei o dispositivo da Amazon e abracei o iPad mini.

Fiquei impressionado quando Jobs anunciou a novidade para o iPhone 4. Ou teria sido o 4S? Não me recordo, mas o que ficou marcado na minha memória foi a explicação da inovação. Os pontos na tela estavam agora tão próximos que nossos olhos, a determinada distância, não conseguiriam mais distinguir um do outro. Ou seja, do ponto de vista técnico, não haveria mais evolução possível. Sim, é um exagero pensar algo assim, porque há sempre inovações possíveis, mas já parou para refletir sobre o tema? A tela, que hoje faz parte de diversos outros telefones, é, digamos, matematicamente perfeita para os olhos humanos.

Mas nem sempre inovar significa melhor o hardware. Algo que me impressionou recentemente e de forma semelhante foi uma das apresentações da WWDC 2015 a respeito da nova fonte San Francisco. Se você fala inglês, recomendo que assista. É incrível a preocupação da Apple com os detalhes que nos farão enxergar melhor os textos e números na tela do relógio e do telefone. Há caracteres especiais para diversas situações. Por exemplo, em momentos em que a fonte está muito pequena, formatos específicas para o 6 e o 9 são utilizados para diferenciá-los do 8 . 

Fonte: Amazon.

Fonte: Amazon.

A Amazon vem seguindo a mesma trilha. Ao lançar a fonte Bookerly teve o mesmo tipo de preocupações. O Kindle analisa o texto apresentado em tela e ajusta espaçamentos e substitui caracteres por outros com formato melhor. E tudo isso com base no contexto! Ou seja, a letra que está ao lado, o tamanho da fonte em tela e outras variáveis são levadas em consideração o tempo todo no processo de diagramação e apresentação da página. Não é incrível?

Temos estado tão presos ao paradigma da evolução do hardware, que damos pouca importância a toda tecnologia necessária para fazer funcionar tecnologias como as fontes San Francisco e Bookerly. Mas te convido a ficar atento, pois o nível de evolução do hardware está atingindo um ponto tão elevado que tenho a impressão que passaremos a ver cada vez mais inovações em software e serviços.

Gostou? Assine o newsletter semanal e mantenha-se atualizado.