Entenda o Scannable

A digitalização é uma das opções da câmera do App Evernote há bastante tempo e um dos recursos que mais utilizo no aplicativo. Escanear é uma tarefa bastante simples por lá, mas você precisa, antes, abrir o Evernote, possivelmente colocar sua senha, pressionar o ícone da captura de documentos e só depois de todos esses passos, digitalizar.

Em 2014, durante a Evernote Conference 2014, a empresa demonstrou um novo aplicativo, o Scannable (vídeos abaixo) com o único propósito de digitalizar documentos sem a necessidade de abrir o aplicativo principal. 

Nos meus livros, palestras e artigos costumo recomendar que a digitalização seja feita o quanto antes para evitar acúmulo de papel e o Scannable tem me ajudado demais nessa prática desde janeiro (2014).

Demonstração

Como pode ser visto nos vídeos, o processo é elementar. Basta abrir o aplicativo e apontar a câmera para o papel. Existe até uma opção para controlar o momento do disparo das fotografias, mas até então não vi razão nenhuma para isso. Estou adorando a agilidade do modo automático.

Incrivelmente você nem mesmo precisa conectar o Scannable ao Evernote para tirar proveito do aplicativo. Neste caso, ao final de cada processo, terá que decidir o que fazer com o arquivo digitalizado. Pode, por exemplo, salvar o documento no seu rolo de câmera.

Para modificar configurações, escolha o com três pontos e depois a engrenagem. A opção "Evernote" permite que você realize a conexão e depois disso escolha um Caderno para envio dos arquivos. Você pode também selecionar sim ou não para o item "Salvar sempre para o Evernote". Prefiro sempre enviar para o Evernote, mas optar por não enviar automaticamente, significa ter a disposição um conjunto de ações possíveis a cada digitalização.

Outra configuração que julgo importante é a "Formato de Arquivo", que pode ser: Automático, PDF ou JPG. O formato diz respeito a imagem que será salva no seu Evernote. Gosto do modo Automático, que funciona da seguinte forma. No caso de apenas um papel (vide vídeo da direita), ele é enviado como JPG. Por outro lado, ao escanear diversas folhas e só depois salvá-las, o arquivo final será um PDF. E se você pretende digitalizar cartões de visita, sugiro também conectar o Scannable ao LinkedIn para que ele possa capturar dados adicionais depois da digitalização.



De volta a tela principal, verá o ícone do ScanSnap Evernote Edition. Imagine que na sua empresa ou residência exista um escâner da Evernote. Com o Scannable instalado no telefone ou tablet e ligado ao ScanSnap, cada um pode se conectar ao aparelho e digitalizar documentos individualmente.