Doxie + Hazel = Evernote Scanner

A maior parte do meu trabalho de digitalização de documentos acontece diretamente via aplicativo Evernote para smartphone. Mas tenho e gosto muito do escaner de mesa que ganhei da empresa Doxie.

Utilizo nele um cartão Eye-Fi que permite o envio automático de conteúdo para meu Mac via rede sem fio. No computador há um aplicativo que acompanha o equipamento e serve para tratar os documentos e encaminhar para o Evernote, e-mail, Dropbox etc..

Além das diversas formas de envio, o aplicativo permite juntar uma série de imagens (páginas) e via botão “Staple” grampear virtualmente os documentos em um único PDF. Além disso há várias opções de formato e OCR. 

Porém ser bom não é tudo! Depois de ajustar o documento da forma desejada é preciso escolher seu destino. É claro que tudo pode ficar dentro do próprio App Doxie, mas no meu caso todos os rios de conteúdo desaguam no Evernote.

Por essa razão sempre que digitalizo algo no Doxie acabo tendo que trabalhar em duas etapas. A primeira totalmente automática. Coloco o papel, o escaner faz seu trabalho e a imagem chega no meu Mac. Deste ponto em diante começa o processo manual. Abro o aplicativo Doxie, trato o conteúdo e envio para o Evernote. E pelo fato de ser manual eu corriqueiramente esqueço um monte de coisas dentro do Doxie. Pior! São coisas que minha mente pensa estarem dentro do Evernote.

Expressei essa minha chateação no Grupo Diário de um elefante e o Erick Sasse me deu uma excelente ideia. Usar o Hazel —aplicativo preferido do Alexandre Costa— para automatizar o processo.

Instalei o Hazel e criei uma regra que captura as novas imagem que chegam (via Wi-Fi) na pasta do carão Eye-Fi no Mac, cria uma Nota no meu Evernote contendo esta imagem e finalmente manda a imagem original para a lixeira. A regra completa segue ilustrada nas imagens duas abaixo. Atenção: perceba na segunda imagem que é preciso criar um script. 

Uma vez criada a regra, a mágica acontece por inteiro. Tudo que entra no escaner aparece no meu Caderno Padrão no Evernote. E realizar uma triagem ali é muito mais conveniente pois estou sempre trabalhando no Evernote. E mesmo se nada for feito, todas aquelas imagens aparecerão nas minhas buscas.

Pensei em apagar o aplicativo do Doxie mas não acho que seja uma boa ideia. Eventualmente posso precisar digitalizar contratos ou outros conteúdos com múltiplas páginas e “grampear” e transformar em PDF antes de enviar manualmente para o Evernote. Neste caso basta parar os processos do Hazel enquanto digitalizo este grupo especial de documentos.