3 dicas para Google Chrome | Navegando nas abas do Navegador.

O plano hoje é te ajudar a ser mais produtivo combinando algumas dicas para o navegador Google Chrome. São dicas rápidas, mas que simplificarão bastante parte das suas atividades diárias. Vamos fixar abas e usar atalhos de teclado para acessar os serviços que você mais usa.

Imagino que você tenha alguns serviços online que utiliza com freqüência. Por exemplo, o Gmail. Mas pode ser qualquer um. No meu caso, sempre deixo abertos o Gmail e o Google Agenda. São as primeiras abas do meu navegador porque estou sempre precisando acessar estes sites. Portanto, melhor que fiquem já abertos.

Mas ficar sempre aberto não significa que as abas destes dois serviços precisam ocupar tanto espaço, concorda? Para resolver este problema, clique com o botão direito sobre uma das abas e escolha a opção "fixar guia" (assista o vídeo abaixo para mais detalhes). Fazendo isso o nome do site desaparece da aba e a aba irá para o canto esquerdo da janela do navegador.

Você pode fazer isso com mais de uma aba e apesar de ficarem todas fixas no lado esquerdo, você pode reordenar as abas fixadas. No meu caso, o Gmail vem primeiro e logo depois o Google Agenda.

Agora vamos para mais uma configuração. Clique nos três pontos que ficam no canto superior direito do Google Chrome e navegue até a opção "Configurações". Role a página até o item "Inicialização" e escolha uma das três opções. No meu caso prefiro que o navegador sempre abra com as últimas janelas que eu estava utilizando e isso incluirá as duas abas que fixei à esquerda. E sim, elas abrirão já desta forma.

+ Experimente o G Suite

Agora vem a última dica pra completar a aula de hoje. Uma vez que o navegador estará sempre aberto com as abas que você mais usa, que tal aprender e se habituar a um atalho de teclado para chegar nelas mais rápido. No Google Chrome é possível usar a combinação ctrl (no Windows) ou cmd (no Mac) mais um número de 1 a 9 para ir direto a uma aba (contando da esquerda para a direita). Entendeu?

No meu caso, um usuário Mac, simplesmente uso a combinação cmd + 1 para ir para o Gmail e cmd + 2 para ir até o Google Agenda. Se você praticar, a combinação de teclas se transformará no que chamam de memória muscular. Comigo já é automático, quando estou combinando algum compromisso ou quero anotar algo na agenda, vou até a janela do Chrome e pressiono cmd + 2. Ponto, estou com meu calendário aberto sem demora.

Já conhecia alguma dessas dicas? Já tinha pensado em combinar tudo isso? Se você faz algo diferente, por favor, compartilhe sua experiência para ajudar outras pessoas. E se é novo no Canal, assine para acompanhar as várias dicas semanais que publico.

 

Tarefas do Trello na agenda de compromissos | Power-Up Calendário.

O Trello é um excelente aplicativo para organizar e acompanhar projetos, mas pode ser que você queira também ver as datas limite de cada tarefa em um calendário. Há duas formas de fazer isto. A primeira delas é abrir um calendário dentro do próprio Trello e a outra é levar todos as datas para a agenda de compromissos que você utiliza.

Caso não saiba o que é um Power-Up do Trello, por favor assista também a aula na qual explico o que são, como instalar e quais as vantagens e desvantagens deste recurso. É um conhecimento importante para que você entenda o restante da explicação.

Vamos começar ativando e usando o Calendário dentro do Trello. O primeiro passo é marcar uma data de conclusão para o Card e aqui já vai uma dica. O Trello vai sempre te mostrar uma indicação colorida indicando que a data está próxima (cor amarela) ou que já tenha chegado ou passado (cor vermelha).

Essas datas aparecem sempre na frente do Card, mas podem também ser visualizadas em um Calendário. Vá até o menu de Power-Ups e ative o Power-Up Calendário. No topo da tela você verá a palavra calendário e clicando lá, os Cards aparecerão nas respectivas datas. Algo bastante interessante é que você pode arrastar qualquer um deles para outra parte e a data original no Card será modificada automaticamente.

Outra possibilidade é ver estas informações na sua agenda de compromissos. Volte ao menu de Power-Ups, clique na engrenagem ao lado do botão DESATIVAR e finalmente clique na opção Ativar Sincronização. 

O próximo passo é levar esta informação para sua agenda. Eu utilizo o Google Agenda, mas o processo funciona na maioria dos serviços de agenda. Copie o endereço que apareceu no Power-Up e vamos até o Google Agenda. Clique na engrenagem, vá até as configurações e escolha adicionar calendário a partir de URL. Cole o endereço lá e está concluído o processo. Todas as datas limite que você incluir no Trello agora aparecerão no calendário também.

Alguns pontoes de atenção. Nem sempre o processo acontece imediatamente. O Google Agenda tem que fazer o trabalho de ler as informações no Trello e eventualmente um item pode demorar um pouco para aparecer, mas comigo nunca aconteceu de ser mais do que um dia inteiro.

Outro detalhe é mais estético do que funcional. Ao ativar a conexão com o Google Agenda, o nome do novo conteúdo aparece feio, com o formato do endereço original do Trello. Para mudar isso, volte as configurações do Google Agenda, escolha o calendário que você acabou de incluir e mude a informação que aparece no campo nome.

Já conhecia esta dica? Gostou? Por favor, compartilhe com seus colegas de trabalho que já usam ou que pretendem usar o Trello para organizar e gerenciar atividades.

 

Crie um sistema para guardar informações no Evernote | Curadoria de Conteúdo.

A busca do Evernote é fantástica, mas se você não criar o hábito de guardar informações no aplicativo, não haverá o que buscar e, consequentemente, ele não terá nenhuma utilidade para você.

Há inúmeras formas de capturar e organizar conteúdo no Evernote e no meu caso divido tudo em 3 grandes grupos sobre os quais gostaria de conversar com você hoje. Caso prefira, o conteúdo abaixo está também disponível em formato de vídeo.

O primeiro grupo de cadernos que organizei no meu Evernote em 2008 foi o que chamo de Arquivo Morto. Não estão em uma mesma pilha e nem têm nomes parecidos. Agrupo todos eles apenas na minha cabeça. É, em realidade, um estilo de caderno que serve apenas para armazenar documentos antigos que consulto apenas eventualmente.

Digitalizei documentos pessoais, certificados, papelada de contratação e demissão de empresas e todo tipo de informações que costumamos acumular em pastas ou até mesmo caixas em nossos armários.

Na sua maioria são aqueles que preciso guardar apenas como referência e sempre jogo fora os originais. Já os que preciso guardar legalmente, como certificados, ficam nas pastas físicas e estão também no Evernote para serem consultados com mais agilidade ou enviados para terceiros.

+ Ações em Múltiplas Notas do Evernote
+ Organize suas leituras com o Web Clipper, Instapaper e Pocket

Um segundo grupo diz respeito a um arquivo dinâmico, no qual estou sempre incluíndo conteúdo e que tem um mínimo de organização. Material de estudo, coleta de artigos online, anotações que trago do Kindle e assim por diante.

E finalmente existe o arquivão da bagunça. É apenas um caderno sobre o qual falei na aula a respeito de gestão de tarefas com o Evernote. Não há nenhum tipo de organização. São 2.800 notas (janeiro/2018) contendo comprovantes de pagamento, tarefas rápidas, fotos para lembrar de algo que não preciso necessariamente ter arquivado e assim por diante.

Conhece alguém interessado em organização ou Evernote? Por favor, utilize os botões de compartilhamento abaixo e envie este conteúdo.